MPL

Loading...

Na Lei ou Na Marra

O transporte coletivo da nossa cidade é fonte de muito dinheiro para empresários, propaganda para políticos, e principalmente uma forma de excluir a maior parte da população. Está em tempo de pensarmos em mobilidade, direito e acesso para todos e todas.

O transporte público é aquele que não exclui, pelo uso da catraca e do dinheiro.

Queremos sair com nossas famílias e realmente conhecer a cidade que nos cerca! Queremos sair da nossa rotina de trabalho e viver novos espaços.

Podemos construir um transporte que não exclua ninguém. Podemos e devemos decidir como o sistema deve funcionar. Vamos construir uma cidade mais livre e justa! vamos lançar a luta pela tarifa zero.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

TODO MUNDO PRA RUA!

Manifestação 31 de outubro - Sexta Feira

Concentração em frente a Matriz. Depois seguimos para Câmara de vereadores onde será entregue o projeto de leio do Passe Livre estudantil.

Traga seu batuque, pandeiro e apito!
Venha conosco para o carnaval anti-catraca.

Até as ruas.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

REUNIÃO

Olá a tod@s

Convocamos para próxima pré-reunião. Assunto:

*Semana de lutas pelo passe livre do dia 26
*Fechamento do ano de 2008 e início de 2009
*Convocatório para reunião definitiva

Compareça!

Onde? Colégio Nilton Kucker (Vila Operário)
Quando? Dia 16 de outubro
Que horas? 19 horas
Quem? Movimento Passe Livre

Não passe sem luta. Passe Livre já!

sábado, 31 de maio de 2008

PASSE LIVRE JÁ!!!

Porque o Passe Livre estudantil?

Ele permitirá aos estudantes o acesso pleno a todo o tipo de atividade cultural, desportiva e de desenvolvimento humano, como bibliotecas, teatros, cinemas, praças, locais de lazer, e principalmente, as escolas. O passe livre significa, em sua essência, tornar universal o direito ao acesso à educação, a cultura e ao lazer. Sem restrições. Segundo o IBGE, o transporte é o terceiro gasto da família brasileira, chegando, em algumas localidades, ao segundo lugar nas despesas. São 39 milhões de excluídos do sistema de transporte no Brasil.

Já é realidade!

Ouvimos muito falar que isso é apenas um sonho dos estudantes de Itajaí. Porém, o passe livre estudantil já é realidade em mais de CENTO E CINCO (105) cidades ao longo país, incluindo RIO DE JANEIRO, aonde já é direito consolidado a mais de 7 anos!

Para o trabalhador de Itajaí, quanto custa a tarifa?

Os estudantes de Itajaí pagam 2,05 de tarifa no total, todo dia para chegarem aos seus colégios. O impacto que isso causa no orçamento do trabalhador é enorme, tendo em vista o salário mínimo, ele tem que trabalhar cerca de DOIS (2) dias ao mês só para custear o transporte de seu filho para ele poder estudar. Agora coloque na conta as despesas com comida, roupa, contas de água/luz/aluguel, impostos, e quem sabe (só com um milagre!!) o lazer da família. Agora imagine com três filhos (123,00$),quatro filhos...os números só vão aumentando, enquanto nosso salário... Por isso trabalhador, venha para a rua, essa luta também é sua!
Some-se a luta!

ENTRE EM CONTATO CONOSCO:
movimentopasselivre@hotmail.com
Movimento Passe Livre – MPL Itajaí

terça-feira, 22 de abril de 2008

Manual dxs Catraqueirxs - dicas para um catracasso bem-sucedido

http://youtube.com/watch?v=F3ADT9cG1OI

mais recente produção do Movimento Passe Livre - DF!

Por uma vida sem catracas!!!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Estudantes voltam a se manifestar pelo passe livre em Curitiba


Na tarde desta terça-feira (8) cerca de 500 jovens fizeram uma passeata até a Câmara dos Vereadores
Os estudantes de Curitiba voltaram a se manifestar na tarde desta terça-feira (8), menos de uma semana depois dos incidentes em que jovens foram agredidos pela Guarda Municipal. Desta vez, os estudantes se concentraram na Câmara dos Vereadores para acompanhar a reunião da Comissão de Segurança que ouviu as explicações da Guarda Municipal para o conflito.

Cerca de 500 estudantes estiveram na Câmara, mas não puderam entrar. Somente alguns diretores das entidades estudantis (UBES, UPES, UPE e UMESC) conseguiram acompanhar a reunião.

Os manifestantes que não entraram se aglomeraram na entrada do prédio onde estava acontecendo o encontro. Entoaram palavras de ordem pelo Passe Livre e contra o prefeito Beto Richa.

Apesar da segurança da Câmara dos Vereadores barrarem a entrada dos manifestantes, não houve tumulto. Os estudantes permaneceram concentrados na entrada da Câmara por cerca de meia hora e marcaram novas manifestações para os próximos dias. Segundo eles, o próximo alvo será a prefeitura.

domingo, 6 de abril de 2008

Aprovado projeto do passe livre estudantil em Corumbá
O documento foi aprovado sem emendas e recebeu elogios de todos os parlamentares que ocuparam a tribuna


Com o plenário da Câmara lotado de estudantes, os vereadores de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, aprovaram em sessão desta quarta-feira dia 2, por unanimidade o projeto de lei que garante o passe livre aos estudantes da educação infantil, ensinos médio, fundamental e superior dos estabelecimentos da rede pública. O documento foi aprovado sem emendas e recebeu elogios de todos os parlamentares que ocuparam a tribuna.

Para o presidente da UBES, Ismael Cardoso, a aprovação representa uma grande vitória para os estudantes. "É excelente a iniciativa de elaborar um projeto de lei que beneficia a classe estudantil. Realizações dessa natureza vão ao encontro das políticas desenvolvidas pela UNE e a UBES, na defesa dos interesses do estudante brasileiro", reafirmou.

Para receber o benefício os estudantes terão que se adequar a uma série de critérios, como morar até dois mil metros da instituição de ensino. Para o vice-presidente da União Corumbaense de Estudantes (UCE) a aprovação é uma conquista dos estudantes e vai beneficiar não só os corumbaenses, mas também ladarenses que estudam na cidade. "Acreditamos que ainda este ano poderemos estar usufruindo do benefício", destacou.

O vereador Antonio Viana afirmou que este é um momento histórico para a classe estudantil da cidade. "O projeto foi amplamente discutido por toda a sociedade e penso que o peso de ter sido enviado pelo Executivo garantiu a aprovação dos outros vereadores e sem emendas", reforçou.

O prefeito tem 60 dias para sancionar a lei. Ele adiantou que a sanção deve ser feita em um ato simbólico com as presenças da presidente da UNE, Lúcia Stumpf e de Ismael Cardoso, presidente da UBES.

Corumbá possui hoje cerca de 30 mil estudantes na rede pública de ensino (estadual e municipal) e, com a proposta do passe livre aprovada na Câmara, será a quarta cidade de Mato Grosso do Sul a oferecer o benefício. Atualmente, concedem o passe Campo Grande, Ponta Porã e Dourados.